terça-feira, 25 de outubro de 2011

Amor bandido

Amor bandido

Amor bandido que vive foragido
E escondido dentro de mim
Fui acusado de tentar roubar o seu coração
E por esse crime eu nunca tive o seu perdão

Os seus olhos lindos eram como um policial
Dando-me voz de prisão
Por estar te amando sem nenhuma razão

A sua boca doce foi como um delegado
Acusando-me de um beijo seu
Eu simplesmente ter roubado

Fui aprisionado e a sela era o seu coração
Eu tinha três companheiros
Os seus nomes eram
Tristeza, dor e o ultimo solidão

Eu nem se quer tive direito a um advogado
Fui julgado e pelo juiz dos sentimentos fui condenado
Por você ser um eterno apaixonado

Na solidão da minha sela
Você vinha nos meus pensamentos
Como uma linda cinderela

Você foi o maior dos meus crimes
E o maior dos meus pecados
Más como eu ti quero do meu lado


Autor: GJC1985 – 26/ 06/ 2011


WWW.GJCPOESIAS.BLOGSPOT.COM





Um comentário:

  1. Gostei das poesias, bem criativas. Parabéns!

    ResponderExcluir